Como desenhar um folheto guia definitivo

Como desenhar um folheto: Guia Definitivo

A não ser que tenha vivido numa caverna ou debaixo de uma rocha, temos a certeza que recebe diariamente vários folhetos.

Os mesmos continuam ainda a ser o método preferencial das empresas para se comunicarem offline com o consumidor.

Contudo, se existem opções que são realmente bem conseguidas e despertam a curiosidade do cliente, outros tantos vão diretos da caixa do correio para o saco do lixo.

Um folheto bem conseguido é aquele que capta a atenção do consumidor, seja para vender algo, despertar a consciência ou simplesmente dar a conhecer a marca.

Assim, o que é que é preciso para desenhar folhetos que captam a atenção e convertem? A resposta é muito simples: o design e a informação.

Se precisa de desenvolver folhetos, flyers ou catálogos para os seus clientes, nada como continuar a ler este guia.

 

Folhetos: Como criar algo fantástico para o seu cliente

Como é que se desenha um folheto fantástico e que cumpre os seus objetivos? Bem, é sobre isso mesmo que hoje falamos no artigo da Sydra Gráfica Online.

É importante ter em mente que o desenvolvimento deste tipo de comunicação impressa tem 3 fases distintas.

  • Antes de começar a desenhar o folder
  • O processo de design
  • Avaliação e impressão

Iremos falar um pouco sobre cada uma destas fases.

 

1. Processo que antecede a criação do projeto

A chave para criar folhetos fantásticos, é conhecer a personalidade da marca, qual a mensagem que o cliente quer passar e quem é o público-alvo dessa mensagem.

 

1.1 Conhecer o branding

Se não conseguir perceber qual é a verdadeira identidade e o branding, dificilmente vai conseguir passar a mensagem certa ao público do seu cliente.

A par disso, todo o material promocional que for desenvolvido irá ficar aquém das expectativas e dificilmente será associado à marca.

 

1.2 Quem é o cliente ideal?

Muito dificilmente o seu cliente não lhe saberá dizer quem é o seu cliente ideal, aquela pessoa para quem esse folheto está a ser desenvolvido.

Assim, algumas das questões que lhe deve colocar antes de começar o projeto são:

  • Quem é o cliente ideal
  • Que tipo de informação é que ele procura
  • Que tipo de escrita o atrai e converte (divertida ou séria, corporativa ou conversacional)
  • Eles preferem textos, imagens ou vídeos? Qual a melhor forma de chegar até ele?
  • O que é necessário fazer para despertar a atenção do potencial cliente?

Ao saber para quem está a criar o material gráfico irá ser muito mais simples orientar as decisões de design.

Acredite que desta forma a mensagem e o design que vão ser desenvolvidos, estão efetivamente a ir ao encontro do que os seu público-alvo necessita. E assim, a conversão será muito maior.

 

1.3 Desenvolva a sua mensagem

A mensagem é sem qualquer sombra de dúvida é a parte mais importante da concepção de qualquer tipo de material gráfico.

Assim, antes mesmo de pensar e desenvolver o design do seu folheto, é necessário que tenha a mensagem pensada e devidamente estruturada. E porquê? Porque a mensagem é o ponto mais importante da brochura!

Se a mensagem não for forte, clara ou não gere interesse, dificilmente o seu folheto vai converter. Ou seja, vai diretamente para o lixo (e temos a certeza que não é isso que quer).

Desse modo o verdadeiro truque é conseguir relacionar a imagem com a linguagem.

Tenha em conta um exemplo prático! Imagine que está a desenvolver um folheto que tem como intuito dar a conhecer um novo ginásio para crianças.

A mensagem pode ser algo do género: “Um espaço seguro e divertido com várias atividades para crianças de todas as idades”. Juntamente com a mesma as imagens devem ser divertidas e alusivas ao que foi escrito.

Embora a mensagem seja relativamente curta, presta toda a informação que os pais precisam saber!

É um espaço seguro (o que é imprescindível), existe um leque de atividades diferentes (o que garante a opção de escolha) e as atividades podem ser frequentadas por crianças de várias idades (ou seja, não existe uma exclusão de faixas etárias).

Por outro lado, se o seu negócio for de consultoria financeira, a mensagem terá de ser completamente diferente, assim como as imagens que vão acompanhá-la.

Assim, frisamos novamente que o essencial é conhecer a mensagem antes de começar a criar o design do folheto. Só assim consegue tomar decisões das imagens que realmente fortalecem a sua mensagem.

 

1.4 Crie uma metodologia de análise de conversão

É importante ter em mente que é necessário ter métricas para perceber se a distribuição do flyer foi um sucesso.

Assim, algumas opções interessantes para acompanhar as métricas são:

  • No caso de o cliente ter uma loja física pode incluir um voucher ou cupão de desconto (assim irá poder monitorizar quantos são usufruídos na loja)
  • Se o objetivo é levar pessoas para o site, crie um URL personalizado e acompanhe o mesmo durante a campanha
  • Se está a tentar criar interesse em torno do lançamento de um novo produto inclua um CTA para inscrição na lista de e-mails de forma a receber atualizações e perceber qual o interesse que está a ser gerado

 

1.5 Tenha em conta o budget do seu cliente

Nunca poderíamos falar do desenvolvimento de um folheto criativo sem falar do budget. Saber qual o orçamento do cliente com o montante que pode gastar, é muito mais do que saber quantos flyers, catálogos ou brochuras pode imprimir.

O mesmo vai ser determinante para tudo: desde a escolha do tipo de papel até às técnicas de impressão que vão ser utilizadas.

Assim, o nosso conselho é que antes mesmo de entregar o trabalho, contacte a nossa gráfica de forma a podermos analisar consigo as opções.

Diga-nos qual o budget que tem (sabendo de antemão qual o valor que o cliente irá pagar  pelo desenvolvimento do folheto) e quantas unidades necessita.

A partir daí podemos apresentar-lhe as diferentes opções ajustadas não só às suas necessidades, como também ao seu orçamento.

Saber quanto dinheiro tem para investir no processo de design e impressão irá ajudá-lo a tomar as melhores decisões de modo a obter o máximo de retorno.

 

2. Processo de design

Depois de ter reunido todas as informações que dissemos anteriormente, está na hora de passar ao processo criativo e de design.

 

2.1 Lembre-se sempre da identidade da marca

Ao iniciar o processo de design é importante que mantenha a identidade da marca na sua mente. Isto porque, são esses elementos identificativos que vão ajudar a tornar o seu panfleto memorável.

A par disso, escolha elementos de design (cores, fontes e imagens) que correspondam à personalidade da marca e ao tom com que a mesma já fala com o público-alvo.

 

2.2 Tenha o leitor em mente

Provavelmente quando o cliente falar consigo já terá em mente (mais ou menos) aquilo que deseja para o seu folheto. Mas… esqueça isso! Não interessa aquilo que o seu cliente quer! O que interessa efetivamente é aquilo que público-alvo quer e necessita!

Por isso, quando começar a desenvolver a parte gráfica, nada mais importante que ter o público-alvo do folheto em mente.

Alguns pontos a lembrar-se são:

  • Como é que ele quer receber a informação?
  • Sente-se bem a ler volumes consideráveis de texto ou é melhor criar o conteúdo de forma espaçada?
  • Como é que reage às informações? Prefere informação escrita ou imagem?

Quando estiver a fazer a criação do mesmo, pense sempre em como pode agradar o destinatário da sua mensagem (ou seja, quem irá comprar). Isso é o mais importante.

 

2.3 Escolha o tipo de folheto

Este pode parecer um ponto pouco importante, mas é essencial que defina logo com o cliente qual é o tipo de folheto que ele deseja.

Existem cerca de 15 formas distintas de um folheto ser dobrado. Por isso, tudo irá ser feito tendo em conta o público-alvo e o objetivo do mesmo.

Como desenhar um folheto guia definitivo

A par de todas estas questões, é também essencial ter em mente a forma como o folheto irá ser entregue ao destinatário.

  • Vai ser distribuído em mãos?
  • Vai ser colocado na caixa do correio?
  • Será distribuído em cafés e colocado em cima da bancada?

Estes pontos vão ajudá-lo a definir qual é a forma mais indica para chamar a atenção do target.

 

2.4 Desenvolva o conteúdo e escolha as imagens

É importante que tenha o conteúdo escrito e as imagens definidas antes de começar a criar o seu folheto. Acredite que já estar munido dessa informação vai ajudar na tomada de algumas decisões como: layout, tamanho, tipografia

Contudo, tenha esses conteúdos como uma referência. Se no desenvolver do projeto verificar que os mesmos não se adequam, mude. A flexibilidade é o que irá ajudá-lo a criar uma comunicação perfeita.

Apesar de ser uma brochura é importante que torne a informação simples de ler. Assim, use cabeçalhos e subtítulos para estruturar o seu texto e torná-lo visualmente apelativo. Acredite que a grande maioria dos leitores não vai ler o texto todo de seguida (a não ser que tenha muito interesse no que está a apresentar).

Ter um cabeçalho apelativo é imprescindível. Lembre-se: só tem uma hipótese de chamar a atenção do público. Não a desperdice.

 

3. Avaliação e impressão

Esta é a última fase de desenvolvimento do seu projeto. Contudo é também uma das mais importantes.

Nesta fase é preciso perceber primeiramente se o design se encontra de acordo com as diretrizes fornecidas pelo cliente e se está atraente para o público-alvo.

Uma forma de testar passa por imprimir um ou dois folhetos e mostrá-los, de forma a perceber se os mesmos vão ou não ser um sucesso.

Depois de ter o design final fechado, está na hora de tratar da impressão dos folhetos. Neste ponto é importante que escolha uma gráfica que consiga imprimir o seu folheto com a qualidade que o mesmo necessita para se tornar memorável.

 

Acredite que o papel, os acabamentos e a própria qualidade da impressão fazem a diferença. Neste ponto, na Sydra temos todo o gosto em ajudá-lo a dar vida ao projeto que desenvolveu através do computador.

Esperamos que com este guia consiga munir-se de todas as informações necessárias para desenvolver um excelente design e posteriormente a impressão dos seus folhetos.

Numa época em que o online é o método preferido de comunicação, fazer algo fora da caixa fará toda a diferença no negócio.

 
 


Filipa Cardoso

Sou apaixonada pelo que faço. Com uma formação base em Marketing, a área digital leva-me diariamente a precisar de aperfeiçoar os meus conhecimentos. Especialista em Marketing de Conteúdo e formadora em SEO. Adoro aprender e acredito que todos nós podemos fazer o que quer que seja, desde que haja esforço e dedicação.

Apoio ao Cliente

+351 227 122 009

Seg. a Sex.
9:00h - 13:00h
14:30h - 18:30h