Estratégia de Branding como desenvolver para pequenas empresas

Estratégia de Branding: como desenvolver para pequenas empresas

A maior parte dos empresários ouve falar da criação de uma estratégia de branding (ou brand) e pensa automaticamente na criação do logotipo.

Claro que o logotipo faz parte de uma boa estratégia. Alguns casos cujo logo remete automaticamente para a marca são os icónicos arcos dourados do McDonald’s, o script vermelho da coca-cola ou até mesmo o contorno da maçã associada à Apple.

No entanto, criar uma marca é muito mais do que criar apenas um logotipo. Assim, acredite quando lhe dissermos que para ter uma brand strategy forte e impactante, vai ter de investir numa estratégia de branding.

E esta estratégia será necessária independentemente de estar a projetar uma gráfica online ou uma marca de roupa!

A par disso, é também importante frisar que esta estratégia de branding e design deve ser implementada através de um guia de marcas. E, o mesmo será válido independentemente de ser uma pequena empresa ou uma multinacional.

Por isso, de seguida vamos explicar-lhe tudo o que precisa saber sobre o que é o branding para pequenas empresas e como implementar uma boa estratégia de gerenciamento de marca.

 

Estratégia de branding: Porque é que é tão importante?

Quem está a criar uma marca, tem logo à partida algumas limitações em termos de budget.

Assim, a tentação irá ser lançar os produtos e serviços e deixá-los falar por si mesmos. No entanto, isso acaba por ser um erro.

Mesmo não tendo um budget elevado, investir uma estratégia de branding para o seu negócio é essencial. Não acredita? Ora veja:

  • Vai permitir que se diferencie da sua concorrência
  • Ajuda a fidelizar os seus clientes
  • Permite-lhe cobrar preços mais altos (temos a certeza que neste momento os seus olhos brilharam)

Como pode ver estes são apenas 3 dos muitos motivos pelos quais é essencial criar uma marca e planear toda a sua estratégia de brand.

Agora que já sabe a importância, explicamos-lhe porque é que é efetivamente necessária!

 

Porque é que precisa de uma estratégia de branding?

Embora já tenha percebido quais os principais motivos pelos quais precisa ter uma gestão de branding, pode estar a pensar que a mesma pode ser criada exclusivamente na sua cabeça, sem recurso a qualquer tipo de gasto extra.

Pois bem, não é bem assim! O design de qualquer negócio deve ter uma estratégia formal! E porquê?

  • Porque vai ajudá-lo a orientar as suas decisões de negócio – Ou seja, quais os produtos ou serviços que deve desenvolver, como os apresentar à sua comunidade, como os promover, qual o tom de voz a utilizar…
  • Ajuda a manter a equipa alinhada – Embora possa não ter ainda nenhum colaborador a full time, a verdade é que muito provavelmente irá trabalhar com designers, freelancers… E, se não houver um guia estratégico definido dificilmente eles vão saber ao certo como desenvolver os seus trabalhos
  • Ajuda na coerência e na consistência – A cada interação que o seu potencial cliente faz com a sua marca, você está um passo mais perto de fechar a venda. A notoriedade de marca só irá ser alcançada se todas as suas peças de design gráfico forem coerentes

 

5 elementos base de uma estratégia de branding

É importante ter em mente que não existe um único template de modelo estratégico que qualquer marca possa adaptar à sua realidade.

Mas, existem alguns elementos que são fundamentais (ou seja, são os pilares) para começar a desenvolver uma estratégia de branding coerente e impactante.

Assim, o que precisa definir em primeira instância é:

  • Qual é o propósito da marca
  • Quais os valores pelos quais a sua marca se rege
  • Qual é a personalidade da marca
  • Qual o seu posicionamento no mercado
  • Qual é a identidade da marca

Se quer perceber como desenvolver corretamente estes 5 pontos de uma estratégias de branding e design, continue a ler.

 

1. Qual é o propósito da marca?

Alguma vez ouviu a expressão “As pessoas não compram o seu produto, compram a sua visão e propósito?”. Esta frase foi dita pelo icónico Simon Sinek (coach motivacional e organizacional), e faz cada vez mais sentido nos dias de hoje.

É óbvio que para vender terá de ter um excelente produto ou serviço! Mas, se quer vender mais, precisa focar-se essencialmente na comunicação! E, não é de uma forma leviana.

Deve comunicar a sua visão de algo maior que o seu produto! Dessa forma as pessoas vão comprar porque acreditam na sua visão.

Muito provavelmente existem centenas de produtos ou serviços semelhantes ao seu. Por isso, precisa de encontrar uma forma de se destacar! E, o melhor destaque é aquele que explica o seu propósito. A razão pela qual a sua empresa existe.

Bem sabemos que muitas pessoas começam um negócio para ganhar mais dinheiro, ter mais tempo de qualidade com a família…

Mas não pode dizer isso aos seus potenciais clientes. Por isso, quando criar a sua estratégia de branding, assegure que tem bem claro qual a sua declaração de missão.

 

2. Identifique quais são os seus valores

É impensável fazer a gestão de branding e não considerar na sua estratégia os valores core da marca.

Considere que os valores vão estar no centro da sua marca. Ou seja, será aquilo que irá defender.

Uma correta comunicação dos valores irá atrair clientes que partilham dos mesmos. Além disso, tê-los bastante claros e visíveis irá ajudar a criar uma marca sustentável.

A sua estratégia de branding tem de ir ao encontro da diferenciação! Ora pense:

  • Porque é que um cliente deve optar pelo seu produto ou serviço em detrimento da sua concorrência?
  • O que é que faz melhor?
  • Qual é a sua proposta única de valor?
  • Quais são os seus pontos fortes?
  • Que valores incute no seu trabalho de forma consistente?
  • Quais as qualidades que pode incluir em tudo o que faz?

Todas estas perguntas precisam de uma resposta clara de forma a que possa estar alinhado com os seus valores. E, lembre-se: além de significativos, os mesmos devem ser também possíveis de colocar em prática.

Para o ajudar a tomar decisões estratégicas de branding, alguns dos valores mais comuns são:

  • Foco no cliente
  • Senso comum
  • Integridade
  • Responsabilidade social
  • Honestidade
  • Criatividade
  • Confiança
  • Alegria
  • Qualidade
  • Foco na inovação tecnológica
  • Acompanhamento

 

3. Crie a personalidade da sua marca

Se a sua marca fosse uma pessoa, que tipo de pessoa seria? Embora possa à primeira vista parecer uma questão estranha de se considerar, acredite que é uma excelente forma de criar a sua brand personality.

Ao criar a sua personalidade, alguns pontos como a forma como comunica, o tipo de conteúdo que partilha e o tom de voz que utiliza vão ser mais simples de descobrir.

Tente ser o mais descritivo possível. A marca é mais informal ou formal? Sublime ou sofisticada? Tradicional ou original? Divertida ou conservadora?

Tudo isto irá ajudá-lo a desenvolver uma estratégia de marca muito mais clara (para si e para a sua equipa).

 

4. Qual é o seu posicionamento no mercado?

Ao desenvolver o seu posicionamento irá ser muito mais simples comunicar ao mercado quais os principais benefícios e vantagens associados aos seus produtos ou serviços.

Mas lembre-se, não é somente dizer que isto ou aquilo é uma vantagem! É preciso provar ao mercado que tal informação é real! E como é que vai conseguir isso? Através do estabelecimento da sua credibilidade.

É também importante considerar que na criação do seu posicionamento de digital branding deve considerar os benefícios funcionais e emocionais.

Lembre-se que muitas compras são feitas tendo por base emoções (as compras por impulso são 100% baseadas na emoção que determinado produto desperta no cliente).

Um produto que consiga harmonizar o seu posicionamento em termos funcionais e emocionais, irá ter um volume de vendas muito superior.

 

5. Construa a sua identidade de marca

A parte final de uma estratégia de branding remonta novamente brand ou marca!

Na fase de construção da sua identidade será a fase em que se irá questionar sobre “o que é o branding” e como é que poderá fazer todo este desenvolvimento.

Ora bem, de forma simples a identidade de marca são todos os ativos de design tangíveis, nomeadamente:

  • Logotipo
  • Slogan
  • Palete de cores
  • Tipografia
  • Formas
  • Website
  • Redes sociais
  • Assinatura de email

O objetivo que é os seus (potenciais) clientes consigam reconhecer a sua marca em toda a comunicação que for realizada.

Tenha em conta os significados e a psicologia das cores, o desenvolvimento da embalagem e rótulos… Tudo isto vai ter um grande impacto na sua marca.

 

Como vê, desenvolver uma estratégia de branding é essencial para conseguir alavancar a sua marca.

Junte-se à nossa comunidade e receba em primeira mão as nossas dicas.




[social_warfare buttons="Facebook, Google, Twitter, Pinterest, Total"]

ações de branding, brand, branding, branding design, branding e design, branding para pequenas empresas, criação de branding, criar marca, criar uma marca, design de marcas, digital branding, estratégia de branding, gerenciamento de marcas, gestão da marca, gestão de branding, gestão de marcas branding, grandes ideias, guia de marcas, marca, marca ou brand


Filipa Cardoso

Filipa Cardoso

Sou apaixonada pelo que faço. Com uma formação base em Marketing, a área digital leva-me diariamente a precisar de aperfeiçoar os meus conhecimentos. Especialista em Marketing de Conteúdo e formadora em SEO. Adoro aprender e acredito que todos nós podemos fazer o que quer que seja, desde que haja esforço e dedicação.

Horário de Atendimento
Seg. a Sex.
9:00h - 13:00h
14:30h - 18:30h

+351 227 122 009