Aprenda a criar um Guia de Estilo da sua Brand

Aprenda a criar um Guia de Estilo da sua Brand

Quando falamos de Brand Style ou estilo da marca, falamos essencialmente do coração e alma da mesma. O mesmo é aplicado a qualquer negócio, independentemente de estarmos a falar de uma gráfica online ou de uma empresa de marketing e comunicação.

Um bom estilo começa após decidir criar uma marca. Depois, é necessário refletir sobre a definição da missão, visão e valores da marca. E, tudo isso, irá posteriormente ser traduzido na criação do branding.

Depois de todo este trabalho estar feito (pode ter a certeza que irá demorar um pouco), está na altura de começar a comunicar a sua marca.

O problema é que a grande maioria dos empresários, não faz a mínima ideia de como é que isso se faz. Ora bem, se é o seu caso, não se preocupe! Continue a ler que vamos explicar-lhe!

 

Brand ou marca: a importância de criar um guia de estilo

Um guia de estilo de uma marca é tão somente um documento que identifica a forma como determinada empresa se apresenta ao mundo. Ou seja, é o documento de referência que vai ajudar a manter a consistência da marca em todas as suas ações.

Mas porque é que ter este guia de estilo é tão importante? Ora bem, pense na identidade da sua marca como a personalidade da sua empresa.

Vai ser através da mesma que o seu público-alvo irá começar a reconhecê-lo. Depois de o reconhecerem, vão começar a confiar em si. Só depois de confiarem e de interagirem consigo, é que vão possivelmente realizar uma compra.

Ora se a sua empresa está constantemente a mudar o seu aspeto, será complicado gerar reconhecimento e confiança.

Podemos então dizer que esta gestão de branding embora seja essencial para qualquer negócio, é especialmente importante para quem tem serviços de design, marketing e vendas.

 

Como criar um estilo de branding para pequenas empresas

Agora que já percebeu a importância de um correto desenvolvimento de brand identity é essencial saber como criar um guia de estilo de marca. De seguida explicamos-lhe tudo.

 

1. Comece por recolher inspirações

Pode parecer estranho, mas a verdade é que vai ter de se inspirar em marcas que aprecia para criar a sua própria marca.

Se estiver por exemplo a passar por um processo de rebranding e design, nada melhor que pedir a colaboração de toda a equipa. Dessa forma irá ter a opinião de várias pessoas e o processo de recolha de inspiração e brainstorming será muito mais produtivo.

Isto porque, irá ter opiniões muito diferentes a sua (que em última instância será sempre tendenciosa).

 

2. Defina os 6 pontos essenciais de uma marca

Sim, uma marca é muito mais do que um site bonito, um logotipo e cartões de visita criativos.

O guia de brand style vai ajudá-lo a desenvolver os 6 pilares base de qualquer marca. E, tendo os mesmos definidos, toda a estratégia de gestão de marca irá estar muito mais facilitada.

Assim, os 6 pontos a considerar são:

  • Fontes de letra – Tipografia
  • Paleta de cores – Ou seja, todas as cores que vão ser utilizadas na comunicação
  • Logotipo
  • Brand Story – Ou seja, a forma como a marca irá envolver o target
  • Tipo e tom de voz – Ou seja, como será desenvolvida a comunicação
  • Imagens – Ou seja, qual o tipo de imagem que vai ser utilizada

Ao definir estes 6 pontos irá ser muito mais simples desenvolver corretamente um guia de estilo de marca.

De forma a perceber como o fazer, explicamos-lhe melhor cada um dos pontos indicados.

 

2.1 Brand Story

Este é o ponto onde irá introduzir a sua marca no mundo. Neste ponto deve resumir não só a sua visão, missão e valores, como também falar um pouco da história da criação da marca.

Estas informações vão ajudar os seus potenciais clientes a conectarem-se mais facilmente com a mesma.

Comece a avaliar quais as informações que quer incluir e tenha-as como ponto de referências para a estruturação da gestão da marca.

 



Junte-se à nossa comunidade e receba em primeira mão as nossas dicas.



2.2 Logotipo

Até pode ter uma ideia da cor que quer para o seu logo. Contudo, será que tem a noção como é que o mesmo se irá comportar em diversos ambientes gráficos?

Esta secção do seu guia de marcas vai ser a garantia que o logotipo irá desempenhar corretamente o seu papel.

Assim sendo, inclua no seu guia todas as versões aprovadas do logo, assim como a descrição de utilização de cada versão. Se possível, coloque também alguns exemplos para garantir que qualquer pessoa compreende a informação apresentada.

A par de todas estes questão e salvaguardas, tenha em conta mais alguns pontos no desenvolvimento da secção logotipo do seu gerenciamento de marca.

  • Indique qual o tamanho mínimo e máximo de utilização do logo
  • Se for necessária a existência de um espaço em branco em redor do logo, deixe essa informação clara
  • Tenha várias variações de cores e a indicação de quando devem ser utilizadas
  • Tenha alguns exemplos daquilo que não quer que seja feito com o seu logotipo (acredite, pode dar-lhe jeito)

 

2.3 Palete de cores

Não poderíamos falar da criação de um brand style e não falar da importância da cor para o desenvolvimento do branding de marca.

A grande maioria das empresas tem cerca de 4 ou 5 cores diferentes que utiliza na sua comunicação gráfica.

A ideia é ter uma cor clara para fundo, uma mais escura para o texto, uma tonalidade neutra e uma cor forte. Na grande maioria dos casos todas estas cores estão de alguma forma espelhadas no logotipo.

Tenha em conta que no guia de marcas deve colocar o máximo de informação de forma a garantir que a cor é utilizada com precisão.

Assim, considere sempre a colocação de:

  • Correspondência de cores: nome e número de cor pantone
  • Cor da impressão: CMYK
  • Cor digital: RGB ou HEX

 

2.4 Tipografia

Outro dos pontos essenciais para o design de identidade é a seleção das fontes que vão ser utilizadas.

É possível que tenha de utilizar mais do que uma fonte de letra, mas tudo irá depender das suas necessidades.

Uma dica simples que lhe podemos dar é a utilização frequente de uma fonte que contraste com a fonte utilizada no logotipo. Deste modo irá conseguir destacar-se com maior facilidade.

Ao criar o separador “tipografia” no seu guia de marcas, nada como inserir alguns pontos, nomeadamente:

  • A história das fontes e em que situações devem ser utilizadas (cabeçalhos, legendas, texto…)
  • Indique qual o alinhamento padrão do texto, assim como as exceções que possam existir
  • Inclua as proporções de rastreamento e kerning de modo a manter um estilo consistente quando o tamanho da fonte é alterado

 

2.5 Bancos de imagens

As imagens são um dos pontos mais importantes de qualquer marca, essencialmente se falarmos de digital branding.

Assim, de forma a facilitar a sua vida (principalmente se trabalha com uma equipa de freelancers de design) existem informações que devem constar neste ponto.

  • Insira imagens que já foram desenvolvidas e testadas e tiverem um bom desempenho. Desse modo podem servir de inspiração
  • Procure inspirações em que se revê e no caso de não ter ainda uma ideia validada e testada, apresente imagens que o inspiram
  • Insira imagens que transmitam ao seu público a sensação que quer promover junto dos mesmos

 

2.6 Tom de voz

A voz da marca será o fio condutor para a forma como irá escrever cada peça de conteúdo. Assim, o tom de voz deve ser algo que também tem de estar escrito num brand style guide.

Veja algumas dicas para o fazer:

  • Se tem mensagens que funcionaram bem, coloque exemplos no guia de marca
  • Faça a construção da sua personalidade tendo em mente 3 a 5 adjetivos que descrevam a marca
  • Quanto mais simples melhor, por isso crie uma lista de palavras e expressões que quer utilizar, assim como outras que não devem ser utilizadas

 

3. A sua marca precisa de mais elementos?

Embora as empresas tenham quase todas de investir nos 6 pilares base que falamos anteriormente, a verdade é que muitas vão precisar de definir mais alguns elementos.

Responda a estas questões:

  • A sua marca irá comunicar essencialmente através da internet?
  • Vende produtos e tem um e-commerce?
  • A sua empresa está focada em marketing de redes sociais?

Se respondeu que sim a estas perguntas, poderá também necessitar de desenvolver:

  • Website, Layout das várias redes sociais e Banners de anúncios (para investir em publicidade)
  • Estacionário, brochuras e Packaging

 

Como vê um brand guide é essencial para poder desenvolver o seu negócio e ter a certeza que existe coerência entre todos os elementos de comunicação da marca.

Já descobriu as ofertas que temos para si?

Consulte esta página onde vai encontrar descontos nos nossos produtos - clique aqui.

ações de branding, brand, branding, branding design, branding e design, branding para pequenas empresas, criação de branding, criar marca, criar uma marca, design de marcas, digital branding, estratégia de branding, gerenciamento de marcas, gestão da marca, gestão de branding, gestão de marcas branding, grandes ideias, guia de marcas, marca, marca ou brand


Filipa Cardoso

Filipa Cardoso

Sou apaixonada pelo que faço. Com uma formação base em Marketing, a área digital leva-me diariamente a precisar de aperfeiçoar os meus conhecimentos. Especialista em Marketing de Conteúdo e formadora em SEO. Adoro aprender e acredito que todos nós podemos fazer o que quer que seja, desde que haja esforço e dedicação.

Horário de Atendimento
Seg. a Sex.
9:00h - 13:00h
14:30h - 18:30h

+351 227 122 009